Será que seus clientes não estão nas mídias sociais? Vamos analisar essa afirmação e, descobrir, onde eles foram parar

Meus clientes não estão nas mídias sociais. Será que no mundo de hoje, repleto de facilidades de acesso às mídias sociais, isso é realmente verdade?

Se você acha que seus clientes não estão nas mídias sociais, vamos ajudar você a enxergar essa realidade e entender a oportunidade que está desperdiçando.

Quando falamos de mídias sociais, qualquer empresa, seja de pequeno, médio ou grande porte, pode utilizar sua presença online para gerar resultados.

Mas, se as mídias sociais são tão simples de ativar, por que muitas delas têm tanta dificuldade?

Segundo o Hubspot, 65% das empresas afirmam que gerar tráfego e leads são uma das principais preocupações de marketing.

Isso acontece porque muitas empresas não estão usando as mídias sociais de forma plena.

Muitas empresas estão cegas pelos muitos mitos e boatos que circulam na internet falando sore mídias sociais.

Esses conceitos errôneos e equivocados prejudicam seu resultado em marketing e devem ser ignorados.

Se você acha que seus clientes não estão nas mídias sociais, está acreditando em um boato.

Acredite, tem muita gente online e, seu cliente certamente é um desses usuários.

Antes de avançarmos, veja algumas estatísticas que comprovam isso:

  • Mais de 100 milhões de brasileiros estão nas mídias sociais;
  • Desses, 7 em cada 10 têm perfil no Facebook;
  • 94,4% das empresas estão nas mídias sociais;
  • 56% dos adultos usam mais de 1 mídia social;
  • 73% das pessoas dizem usar o Facebook profissionalmente;
  • 30% da população mundial está no Facebook.

Agora vamos falar um pouco sobre alguns mitos que você deve deixar de lado agora sobre as mídias sociais.

#1. Meus clientes não estão online

Essa afirmação simplesmente não é verdadeira.

Mesmo se você estiver vendendo para uma população mais velha, seus clientes em potencial, estão nas mídias sociais e não conseguir se conectar com eles prejudica suas campanhas de marketing.

De fato, de acordo com um estudo do Pew Research Center, cerca de 62% das pessoas com mais de 65 anos ou mais estão no Facebook.

A maneira com que os clientes compram e pesquisam mudou.

Seus potenciais clientes, não importa a sua idade, preferem navegar por conta própria até estarem prontos para conversar com um vendedor e temem interrupções ao processo, como ligações frias.

É um fato difícil de explicar à sua equipe de vendas, especialmente no setor industrial, mas as pesquisas mostram que apenas 29% das pessoas querem conversar com um vendedor, enquanto 62% utilizam os buscadores.

Muitos empresários, especialmente de empresas B2B, acreditam que seus clientes não estão usando as mídias sociais para aprender sobre produtos e soluções.

Isso não poderia estar mais longe da verdade. As mídias sociais continuam sendo uma mina de ouro para se conectar com seus prospects.

Clientes não Estão nas Mídias Sociais

#2. Só devo postar sobre meu mercado

Você deve estar preocupado, considerando que as melhores práticas mostram que você deveria postar diariamente.

Você deve estar pensando que não tem tanto conteúdo assim sobre seu mercado e é difícil atingir esse objetivo.

Talvez você poste ocasionalmente divulgando o novo post do seu blog, mas não está obtendo o engajamento que deseja.

Tudo isso pode resultar em publicar muito sobre você e, deixar de publicar conteúdo educacional suficiente para estabelecer influência como marca.

Muitas empresas acreditam que só devem postar conteúdo feito por si, quando na realidade, isso se mostra excessivamente autopromocional, afastando os potenciais clientes.

Tente compartilhar notícias e artigos do seu mercado de fontes e influenciadores externos.

As chances são de que, se você achar interessante, seu público-alvo também vai gostar.

Compartilhar seu próprio conteúdo nas mídias sociais é importante, mas não tão importante quanto encontrar um equilíbrio entre seu conteúdo e as ideias de influenciadores no seu mercado.

#3. Não abuse das hashtags

Quantas vezes você viu uma postagem com dezenas de hashtags e, imediatamente, julgou ser um spam?

Certifique-se de que o seu conteúdo de qualidade não seja esquecido e que você esteja adaptando cada postagem adequadamente para cada canal.

Em vez de despejar hashtags como se fossem chocolate granulado, use a quantidade mais eficiente, que é menor do que você imagina.

Segundo uma pesquisa do Buffer Social, no Twitter, o número ideal de hashtags é de apenas 1 ou 2; e no Facebook apenas 1 ou nenhuma (isso mesmo).

O Instagram é um pouco mais tolerante nesse sentido, e o número ideal é em torno de 11 a 15.

Pesquisar e testar as hashtags é imprescindível para descobrir a melhor hashtag para seu público.

Então, despejar o máximo de hashtags que você puder em uma postagem afetará negativamente o seu envolvimento e engajamento.

#4. Meus clientes não assistem vídeo

Para diversificar o engajamento nas mídias sociais, você pode investir em conteúdo em vídeo.

O vídeo não é apenas o mais novo truque entre as ferramentas de marketing – na verdade, em 1 mês, 8 em cada 10 pessoas entre 18 a 49 anos assistem ao Youtube.

Os consumidores não estão mais interessados em textos longos falando sobre seu produto, ou sobre algum tema específico; eles são visuais e querem ser estimulados de outra forma: com vídeos.

O vídeo agora é uma parte estabelecida da vida online, e até consumidores profissionais respondem bem ao vídeo, provando que ele é uma ótima alternativa para compartilhamento de conteúdo.

Um estudo de 2010 da Forbes Insight descobriu que executivos corporativos seniores estão tão dispostos a agir depois de assistir a um vídeo quanto após ler um texto.

É provável que seus potenciais clientes estejam assistindo a vídeos, como demonstração de produtos, antes de tomar decisões de compra.

Clientes não Estão nas Mídias Sociais

#5. Aplicativos de mensagens são assustadores

Aplicativos de mensagens como Facebook Messenger e o WhatsApp apresentam uma grande oportunidade para os profissionais de marketing, mas as empresas demoram a adaptá-los como parte de sua estratégia.

Entre os usuários de smartphones, 42% das pessoas de 18 a 29 anos usam aplicativos de mensagens e 29% das pessoas de 30 a 49 anos, de acordo com uma pesquisa do Pew Research Center.

Isso pode ser visto como algo assustador, mas existem maneiras de usar aplicativos de mensagem em conjunto com as mídias sociais para ajudar a nutrir os clientes em potencial de uma maneira sutil pela jornada do comprador.

Apenas lembre-se de não exagerar, para que você não seja considerado invasivo.

Ofereça conteúdo exclusivo e hospede concursos por meio de aplicativos de mensagens para aumentar o envolvimento das pessoas.

E você, ainda acredita que seus clientes não estão nas mídias sociais? Ou já entendeu que esse é um ótimo terreno para colher resultados?

As mídias sociais evoluem, mudam e crescem todos os dias e, por conta disso, cada vez mais, estão mais presentes no nosso dia-a-dia.

À medida que essas redes mudam, seus esforços de marketing também devem mudar.

Uma presença nas mídias sociais ajudará você a se manter na mente de seus clientes, várias vezes ao dia.

Reconhecer que seus clientes estão nas mídias sociais e usá-las para desenvolver esse relacionamento, aumentando a conexão e o engajamento com a sua empresa é uma oportunidade que você não deve desperdiçar.

Hoje, compartilhamos com você algumas verdades que colocam por terra o mito de que seus clientes não estão nas mídias sociais.

Agora, cabe a você começar a pensar na melhor forma de marcar presença nesse território. Mas, não pense muito sobre isso.

Agora que você já sabe que o pensamento de que seus clientes não estão nas mídias sociais é um mito, preciso te dizer que ele não está sozinho por lá. Seu concorrente está fazendo companhia para ele. Portanto aja!

Comentários

Comentários