Desde o surgimento do conceito criativo lá em 2014 pela J. Walter Thompson Brasil: a adoração ao churrasco, a Tramontina tem lançado filmes incríveis, com um senso estético primoroso e um apelo bem pontual (a onda gourmet) e com aceitação razoavelmente boa.

 

Houve certa discussão gerada sobre o potencial ofensivo do mote da campanha, (homens protagonistas, a figura de um mestre homem e as atuais polêmicas do consumo excessivo de carne somado aos cruéis processos de produção). A discussão é válida, já que é uma pauta muito pertinente e necessária.

 

Mas o foco deste post será a estética e a forma de apresentação escolhida nos vídeos lançados recentemente, um mix de quadrinhos tradicionais com todos os recursos do audiovisual.

 

Mas vamos ao início…

 

Fazendo um singelo resumo de como a Tramontina chegou nestes lindos filmes, iniciamos em 2014 com um “Comercial Manifesto” onde um personagem justifica a evolução do homem pela invenção e consumo de carne. Posteriormente, ainda no mesmo ano, com o case ganhador de três Cannes Lions nas categorias Direct, Design e Branded Content & Entertainment: “A Bíblia do Churrasco”. Um livro feito de diversos materiais necessários para você botar a carne na brasa, com exceção é claro da carne em si.

 

Esse vídeo não é para ser descrito, e sim apreciado, um dos motivos é a ótima fotografia, então assista aí:

 

 

Como apreciador de um bom churrasco, essa campanha me impactou desde o início (claro que a ideia é justamente essa), muito mais pela arte somada a trilha e a breve narração, do que a viabilidade do produto em si, (obviamente). E é possível notar essa estética em diversos produtos e ambientes que gostamos, a onda gourmet foi uma grande responsável por isso. Embora não tenhamos gostado do aumento dos preços que a acompanha, pelo menos admiramos o design, quantas embalagens de produtos standart não foram reformuladas nos últimos 4 anos? Quantos bares famosos em São Paulo possuem essa combinação de madeira rústica + chalkboards e afins?

Em 2017, seguindo o mesmo conceito criativo, a Tramontina lançou uma websérie chamada ”Ensinamentos do Mestre Churrasqueiro” com filmes curtinhos apresentando um personagem com ar de Mestre dos Magos que aparece na hora em que você precisa de ajuda para preparar o sagrado churrasco. O personagem e a trilha te jogam diretamente para cenas Tarantinescas de Kill Bill. Você pode ver todos os filmes aqui:

 

 

Bom, chegamos ao ponto que eu queria chegar!

Mais a frente no final de 2017 uma nova websérie foi lançada: “Contos do Mestre Churrasqueiro”, onde mãos folheiam e interagem com uma Graphic Novel, (arte de Rafael Grampá), com direito a recortes, colagens, rasgos, fogo, instrumentos e muita criatividade, apresentando uma breve história e participação do personagem mítico que dá nome à série.

 

O estilo do quadrinho me lembrou os Westerns de Tex, do italiano Guan Luigi Bonelli, o que me fez gostar ainda mais, já que sou fã do traço dele. Destaque novamente para a narração muito bem encaixada e a amarração do conteúdo lúdico com as dicas de preparo.

 

A linguagem é muito parecida com a de um curta lançado no ano anterior, chamado “Malária”, de Edson Oda. Você pode conferir a semelhança aqui:

 

 

Novamente, é melhor assistir do que descrever.

 

 

 

 

 

 

É sempre bom ver campanhas que usem quadrinhos, seja qual for a mídia, já que é uma arte tão pouco explorada na publicidade e que pode render ótimos resultados.

 

Será que teremos mais disso?

 

 

 

 

 

Comentários

Comentários